PM flagra comércio ilegal de pássaros silvestres em Itabaiana e Aracaju

Por em 30 July, 2014

A Polícia Militar de Sergipe, através do Pelotão de Polícia Ambiental (PPAmb), prendeu três homens no último final de semana, suspeitos de praticar o comércio ilegal de aves silvestres em Aracaju e no município de Itabaiana, a 56 quilômetros da capital. Nas ocorrências, 31 aves foram apreendidas.

O primeiro flagrante foi registrado no sábado (26), na feira livre de Itabaiana, quando o Pelotão Ambiental realizava fiscalização de rotina no local e identificou um senhor de 50 anos de posse de seis pássaros da espécie cardeal, também conhecido como 'cabeça'. Aos policias, o homem informou que tinha os animais como hobby e costumava vender e comprá-los na feira, porém não vivia do comércio dos animais.

Como não apresentou qualquer documento do Ibama que autorizasse a manutenção dos animais em cativeiro, o homem foi levado à Delegacia Regional de Itabaiana, onde assinou um termo circunstanciado e foi enquadrado no artigo 29 da Lei de Crimes Ambientais, que pune, com detenção de seis meses a um ano, e multa, as condutas de matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente.

A ocorrência foi atendida pela guarnição composta pelos cabos Rubens, Givonaldo e Servulo, e o soldado Galdencio.

Outras duas prisões ocorreram no domingo (27), na Feira das Trocas do bairro Lamarão, em Aracaju, em um terreno antes da cabeceira da ponte do Conjunto João Alves. A guarnição composta pelo sargento Daniel, cabo Soares, soldados Estácio e Eric flagrou dois homens comercializando pássaros silvestres. Ao notar a presença da PM, as pessoas evadiram-se do local, porém duas acabaram contidas pelos militares e confessaram que realmente comercializavam os animais.

No local, foram apreendidos cerca de 25 pássaros de várias espécies, como papa-capins, cabeças, canários e azulões. Os homens foram conduzidos à Delegacia Plantonista, em Aracaju, e os animais encaminhados ao Ibama.

*Com informações da PM

Fonte: G1

Gabi Barroso

Médica Veterinária formada pela Universidade Paulista em 2004, mas mesmo antes de “ser gente”, já sabia que queria ser médica de bicho.

Gestora sócio-animal, responsável pelo suporte e capacitação técnica das Ongs apoiadas pelo Instituto 100% Animais, e responsável pelo núcleo de articulação dos voluntários e eventos de adoção.

Deixe um comentário

Campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.